Arquivos do Blog

Palavras não ofendem


O deputado federal Jean Wyllys participou do programa Adnet Ao Vivo nesta quinta que passou, 19 de maio. Abaixo você pode conferir a primeira parte da conversa deles. Precisamente entre 5’10” e 6’20”, eles conversam sobre as diversas palavras que são utilizadas para se referir aos homossexuais na língua – desde gay e homossexual até bicha, viado, baitola, etc. O Jean fornece a explicação adequada para se pensar o assunto.

Quando o comentarista esportivo Rica Perrone escreveu seu texto sobre o exagero em torno do caso do jogador gay do Vôlei Futuro e, depois, outro em que tentou rebater as críticas que recebeu, eu me envolvi com os comentários em seu site – principalmente no segundo texto. E lá eu devo ter debatido o tema “as palavras ofendem ou não” dezenas de vezes. Era recorrente a manifestação de indignação de alguns diante do fato de que gays e seus amigos (gays ou héteros) pudessem utilizar palavras como bicha e viado e outras pessoas (héteros) não; indignavam-se com a acusação de homofobia que recebiam. Tudo isso porque ignoram – creio que finjam ignorar, porque não se consegue ignorar os sentidos da língua – algo prosaico: as palavras não ofendem. Leia o resto deste post

%d blogueiros gostam disto: